Ocupa Mídias

Tendo à frente grupos, militantes e artistas envolvidos nos movimentos mídia-ativistas atuais, esse núcleo desenvolverá processos de criação colaborativos  e produtos experimentais nas diferentes mídias da universidade (Boletim, TV UFMG,  rádio UFMG Educativa e Imprensa Universitária). Este núcleo abrigará os seguintes grupos de trabalho:

15. OCUPA BOLETIM

Ementa: Produzirá uma edição especial do Boletim da UFMG sobre o 46o Festival de Inverno, lançando mão da experimentação da linguagem do jornalismo cultural.

CoordenaçãoMaria Rita Casagrande. É analista de Sistemas, web designer e blogueira. Estudou moda, trabalha com web e fala sobre direitos humanos. Criou o True Love, blog sobre cultura lésbica e bissexual. Coordena, produz e escreve o Blogueiras Negras (http://blogueirasnegras.org).

Vagas: 20
Público: Estudantes de comunicação e áreas afins, profissionais de comunicação e áreas afins, pessoas interessadas em jornalismo investigativo e jornalismo cultural.
Período: 21 a 25 de julho
Horário: 14h às 18h (e outros horários escalonados)
Inscrições: de 3 a 13 de julho (prorrogadas até 19 de julho).

16. OCUPA RÁDIO UFMG EDUCATIVA

Ementa: O grupo produzirá um programete diário de 15′, a ser inserido no programa Conexões, com locução e programação de Lindomar do Matição, jovem líder em sua comunidade, o Matição, território quilombola no município de Jaboticatubas. Em pauta os repertórios musicais, os interesses da juventude indígena e quilombola, a luta pela terra e os acontecimentos trágicos que a emolduram. O grupo cuidará ainda da sugestão de pautas diárias sobre o Festival e questões que o animam, para compor outras faixas de programação da Rádio UFMG Educativa.

CoordenaçãoElias Santos e Cleiber Pacífico. Elias Santos é graduado em Rádio e TV, mestre em Comunicação pela UFMG e diretor da Rádio UFMG Educativa. Cleiber Pacífico é graduado em História pela UFMG e produtor da Rádio UFMG Educativa.

Vagas: 20
Público: Estudantes de comunicação, artes e áreas afins, midiativistas, interessados no audiovisual
Período: 21 a 25 de julho
Horário: 14h às 18h (e outros horários escalonados)
Inscrições: de 3 a 13 de julho (prorrogadas até 19 de julho).

17. OCUPA TV UFMG

Ementa:  Rede Jovem de Cidadania (RJC) é uma rede de comunicação participativa que articula centenas de grupos e movimentos juvenis de Minas Gerais, especialmente da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Sua proposta é dar visibilidade a iniciativas nos campos da cultura e da cidadania, bem como a debates e reflexões ligadas ao universo juvenil. A proposta do GT é a produção de materiais audiovisuais para a TV durante o Festival, a partir da metodologia de mídia processo.

CoordenaçãoAlexia Melo.  Atua na área de produção audiovisual desde 1996 e é uma das sócio-fundadoras da Associação Imagem Comunitária. Já atuou em diversos projetos na área de juventude e comunicação comunitária, como educadora audiovisual e coordenadora de processos formativos de produção audiovisual. Atuará com a equipe da Rede Jovem de Cidadania: Clebin Quirino, Fabiana Santos, Marcelo Lin e Daniel Dorledo.

Material participante. É desejável, mas não obrigatório, que os participantes levem celulares, com funções de foto/vídeo e câmeras de foto e vídeo. Material para anotação.

Vagas: 20
Público: Estudantes de comunicação, artes e áreas afins, midiativistas, interessados no audiovisual
Período: 21 a 25 de julho
Horário: 14h às 18h (e outros horários escalonados)
Inscrições: de 3 a 13 de julho.

18. OCUPA IMPRENSA UNIVERSITÁRIA

Ementa: O grupo se lançará na produção experimental e artística de impressos – folhetos, cartazes, santinhos, lambe-lambes, calendários – motivado pelos eventos e pelas questões que animam o Festival.

CoordenaçãoPaulo Nazareth. É artista plástico formado pela UFMG, participou de inúmeras exposições coletivas, como The Encyclopedic Palace, 55 Biennale di Venezia, Itália (2013); Museum as Hub: Walking Drifting Dragging, New Museum (2013); Imagine Brazil, Astrup Fearnley Museet, Oslo, Noruega (2013); Entre-temps… Brusquement, et ensuite, 12e Biennale de Lion, França (2013); Unstable Territory: Borders and identity in contemporary art, Centre for Contemporary Culture at Palazzo Strozzi | CCC Strozzina, Florença, Itália (2013); Bienal de Montevideo, Uruguai (2013); Bienal de Benin, Cotonou, Benin (2012-2013).

Material do participante. Mídias móveis e afins.

Vagas: 20
Público: Estudantes de comunicação, artes e áreas afins, midiativistas, interessados no audiovisual
Período: 21 a 25 de julho
Horário: 14h às 18h (e outros horários escalonados)
Inscrições: de 3 a 13 de julho (prorrogadas até 19 de julho).

 

19. WEB ATIVISMO: OS BRUTOS

Ementa:  Os participantes produzirão vídeos brutos (sem edição) sobre os usos e apropriações dos espaços de uso comum da cidade. O grupo desenvolverá uma plataforma online que permitirá o compartilhamento desses vídeos e exibição durante o Festival.

Coordenação: Daniel Carneiro e Cardes Amâncio. Daniel Carneiro é diretor e editor de vídeos experimentais e documentários. É integrante do Grupo Cachorro Vinagre, no espaço Georgette Zona Muda. Diretor do longa metragem de ficção cientifica infanto-juvenil “Quando meu pai foi à lua” (2014), fotógrafo e editor do vídeo “Bicicletas Ambiente – economias de Quintal”, selecionado para a X Bienal de Arquitetura de São Paulo (2013). Idealizador e realizador da Mostra “Os Brutos”, que integrou a exposição “Escavar o Futuro”, na Fundação Clóvis Salgado (2013). Cardes Amâncio é mestre em Estudos de Linguagem pelo CEFET-MG. Fundou e dirigiu a Avesso Filmes por 11 anos. Integrante do grupo Cachorro Vinagre. coordenou as duas primeiras edições do Felco – Festival Latinoamericano da Classe Obreira em BH. Coordena o Cinecipó – Festival de Cinema Socioambiental. Produtor na mostra “Os Brutos” no Georgette Zona Muda e na exposição “Escavando o Futuro”. Dirigiu diversas obras audiovisuais, entre elas o documentário longa-metragem “Rota do Sal Kalunga”.

Vagas: 20
Público: Interessados na criação audiovisual e espaço urbano
Pré-requisitos: É desejável, mas não obrigatório, o conhecimento básico de captação de áudio e vídeo, produção de fotos e edição
Período: 19 a 26 de julho
Horário: 14h às 18h (e outros horários escalonados)
Material do participante: câmera fotográfica e/ou de vídeo e computador (opcional)
Inscrições: de 3 a 13 de julho (prorrogadas até 19 de julho).

 20. TRANSMIDIATIVISMO: WEB TERRITÓRIO LIVRE

Ementa: Centrado nas táticas midiáticas independentes que atuam na web explorando os recursos transmidiáticos, o grupo desenvolverá narrativas visuais experimentais, guiado pelos conceitos de “jornalismo cidadão” e “responsabilidade social”.

Coordenação: Bruno Figueiredo. É jornalista e repórter fotográfico, co-fundador e sócio do coletivo ODIN. Teve oito fotos selecionadas para as últimas cinco edições do livro “O Melhor do Fotojornalismo Brasileiro”. Durante os protestos de junho de 2013, atuou de maneira independente, produzindo quatro vídeos que somam cerca de 400 mil visualizações na web e co-fundou do coletivo de arte-ativismo “Nós, Temporários”. Também é autor do vídeo “Farinhaço na ALMG”.

Vagas: 20
Público: Interessados em criação audiovisual e nas experiências do espaço urbano
Pré-requisitos: É desejável, mas não obrigatório, o conhecimento básico de captação de áudio e vídeo, produção de fotos e edição
Período: 19 a 26 de julho
Horário: 14h às 18h (e outros horários escalonados)
Material do participante: câmera fotográfica e/ou de vídeo e computador (opcional)
Inscrições: de 3 a 13 de julho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s