Grupos Trabalho

O Festival de Inverno oferece diversas atividades (todas gratuitas),      chamadas de Grupos de Trabalho. Para participar é preciso fazer uma inscrição. Cada Grupo de Trabalho tem um tema principal e oferece uma atividade específica. Tudo o que o Festival oferece aos participantes está organizado em cinco grandes núcleos.

1. Campus, território do Bem Comum

Este núcleo propõe modos alternativos de partilhar a vida no campus, tais como o uso de bicicletas compartilhadas e de transporte gratuito, a criação de um parque público, a realização de banquetes e feiras, a implementação de cuidados com o lixo e do uso de materiais reciclados.

1. Tarifa Zero
Viabilizará um sistema de ônibus gratuito que circulará dentro do campus e em conexão com locais estratégicos da cidade, como as ocupações urbanas e a região central. mais informações >>>
2. Bicicletas Compartilhadas
Este grupo implementará um sistema  de bicicletas compartilhadas no campus da Pampulha durante o Festival, ensinando a consertar bicicletas descartadas, desenhando mapas e construindo bicicletários. mais informações>>>>
3. Malocas e Construções em Bambu
Aprender a coletar, tratar e construir com bambu. Construir coberturas para atividades durante o festival, abrigando congadeiros, reinadeiros e quilombolas, além de cozinheiros e músicos. mais informações>>>>
4. Espacialidades do Festival
Este grupo cuidará da disposição espacial dos eventos, das intervenções e das atividades do Festival. Por meio de ações colaborativas e da invenção conjunta de soluções adequadas aos espaços peculiares do campus. mais informações>>>>
5. O Lixo Não Existe
O Lixo não existe’ é um projeto de transformação da cidade que se serve de tecnologias abertas e acessíveis a todos  para dar outras destinações ao lixo. mais informações>>>>
6. Reciclagem e Compostagem
Esse grupo investigará como a UFMG descarta seus resíduos e  construirá propostas de articulações em rede para coleta seletiva de itens recicláveis (plástico, alumínio, vidro e papel) e compostagem para matéria orgânica.mais informações>>>>
7.   Práticas de Bioconstrução
Apartir de técnicas que reduzem o uso de materiais e energia, o grupo propõe, por meio de ações colaborativas, a construção de uma pia e de um banheiro na Estação Ecológica da UFMG. mais informações>>>>
Plantar, Cozinhar e Comer
8. Horta Comunitária
O grupo plantará uma horta no campus e aprenderá as técnicas de capinar e regar, o regime de chuvas e os cuidados de manutenção. mais informações>>>>
9. Comidarias em Comum
A partir da memória gustativa dos participantes do Festival, o grupo desenvolverá receitas da culinária das sociedades tradicionais. mais informações>>>>

2. Casa do Canto (Injó Dya Zuela)

Com a participação de mestres e aprendizes dos Reinados,  Terreiros e  Quilombos, este núcleo reunirá diversas manifestações vinculadas aos saberes e às práticas das culturas afrodescendentes, traduzidas nas formas de cantos, rezas, rituais, danças, técnicas medicinais, comidas e bebidas. Essa sabedoria transmitida pelo canto e pelas formas da oralidade encontra nos mestres os guardiães de um conhecimento firmado no respeito e na compreensão do outro: um modo de ser  ímpar, e que grita para a modernidade aflita que  há uma nova maneira de viver – e de viver bem.

10. Reinados, Terreiros e Quilombos Com a participação de mestres e aprendizes dos Reinados,  Terreiros e  Quilombos, este núcleo reunirá diversas manifestações vinculadas aos saberes e às práticas das culturas afrodescendentes. mais informações>>>>

3. Grande Assembleia (Aty Guasu) dos Povos Indígenas no Brasil

Inspirado no modo de organização dos guarani e kaiowa na luta pela retomada de suas terras, esse encontro se organiza como uma assembleia aberta à participação de todos aqueles engajados ou interessados na causa indígena.

4. Parque das Imagens

Envolve a projeção de filmes em diferentes espaços do campus e grupos de trabalho dedicados à produção audiovisual em fotografia, vídeo e cinema, em estreita afinidade com o tema das ocupações e com as novas partilhas em torno do território do campus da universidade. Este núcleo abrigará as seguintes atividades e grupos de trabalho:

11. Margens e Fronteiras Do Campus
Trabalhando com funcionários da UFMG, estudantes e demais interessados, o grupo desenvolverá um projeto fotográfico explorando o território do campus, suas margens, fronteiras e interfaces com a cidade. mais informações>>>>
12. Cine-Ocupação
O grupo  oferecerá aos participantes uma formação inicial no uso e no manuseio da câmera de vídeo para o registro e/ou invenção de acontecimentos e situações relacionadas ao cotidiano das ocupações urbanas. mais informações>>>>
13. Retratos das Ocupações
A atividade lança mão da fotografia como instrumento de aproximação e troca de impressões de mundo entre os participantes, na perspectiva de contribuir para a construção de um olhar mais crítico, participativo e transformador. mais informações>>>>
14. Direto no Festival
Este grupo fará a cobertura de determinadas atividades (realizadas nos diversos grupos de trabalho) e eventos do Festival sob o modo do cinema direto. mais informações>>>>

5. Ocupa Mídias

 Tendo à frente grupos,  militantes e artistas envolvidos nos movimentos mídia-ativistas atuais, esse núcleo desenvolverá processos de criação colaborativos  e produtos experimentais nas diferentes mídias da universidade (Boletim, TV UFMG,  rádio UFMG Educativa e Imprensa Universitária). Este núcleo abrigará os seguintes grupos de trabalho:

15 . Ocupa Boletim
Produzirá uma edição especial do Boletim da UFMG sobre o 46o  Festival de Inverno,  lançando mão da experimentação da linguagem do jornalismo cultural. mais informações>>>>
16. Ocupa Rádio Ufmg Educativa
O grupo produzirá  um programete diário de 15′, a ser inserido no programa Conexões, com locução e programação de Valmir Cabreira e Lindomar do Matição, jovens líderes em suas respectivas comunidades. mais informações>>>>
17. Ocupa Tv Ufmg
Guiado pela metodologia de mídia-processo, o grupo se dedicará à produção audiovisual experimental – a ser veiculada na TV UFMG – em torno de temas, pessoas, intervenções, encontros e experiências proporcionadas pelo Festival mais informações>>>>
18. Ocupa Imprensa Universitária
O grupo se lançará na produção experimental e artística de impressos – folhetos, cartazes, santinhos, lambe-lambes, calendários – motivado pelos eventos e pelas questões que animam o Festival. mais informações>>>>
19. Web Ativismo: Os Brutos
O grupo desenvolverá uma plataforma online que permitirá o compartilhamento de vídeos brutos (sem edição), voltados para  as experiências que as pessoas partilham nas redes sociais,  privilegiando a relação com os espaços de uso comum. mais informações>>>>
20. Transmidiativismo: Web Território Livre
Centrado nas táticas midiáticas independentes que atuam na web explorando os recursos transmidiáticos, o grupo desenvolverá narrativas visuais experimentais, guiado pelos conceitos de “jornalismo cidadão” e “responsabilidade social” mais informações>>>>

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s